Carros funerários formam fila para a retirada de corpos no Hospital Municipal de Foz do Iguaçu

Carros funerários precisaram formar uma fila para fazer a retirada de corpos de pessoas que morreram no Hospital Municipal de Foz do Iguaçu, na região oeste do Paraná. O registro foi feito na tarde de quarta-feira (10).

O Hospital Municipal de Foz do Iguaçu é considerado uma das referências no tratamento da Covid-19, na região oeste do Paraná. Segundo a instituição, o número de carros funerários tem ligação com a pandemia.

Apenas na quarta-feira, 10 pessoas morreram com a doença no hospital, de acordo com a assessoria de imprensa da instituição.

Leia mais no G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Hospital Universitário, 82% dos leitos de UTI estão ocupados

O informe da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) emitido na noite de sábado (9) indica que dos 114 leitos da Ala Covid do Hospital Universitário (HU), 94 estavam com pacientes. Desses, 69 foram positivados para a doença, 5 negativados e 20 aguardam os resultados dos exames.

Na Ala Covid, existem 46 Unidades de Terapia Intensiva (UTI), 37 estão com pacientes. Na Enfermaria são 64 leitos, 54 estão ocupadas. Dos quatro leitos emergenciais, três estão com pacientes. Nem todos os hospitalizados são de Ponta Grossa. O HU é a unidade de referência regional da doença e recebe pacientes SUS de várias cidades. As informações são do Walter Téle Menechino – dcmais.

Chico Brasileiro conversa com Giacobo sobre perfil do novo governo

O prefeito Chico Brasileiro (PSD) adiantou nesta sexta-feira, 18, que as mudanças do próximo governo terão um perfil mais estadual e federal, e ainda destacou o trabalho do deputado Fernando Giacobo (PL) em apoio aos projetos desenvolvidos por Foz do Iguaçu. “O governo continua, mas muda o vice, muda os partidos. Muda também a composição federal. Temos que observar a composição estadual e federal”, disse Chico Brasileiro no programa Contraponto da Rádio Cultura.

“O deputado Giacobo, por exemplo, tem nos apoiado muito e estou conversando para que ele seja cada vez mais deputado de Foz do Iguaçu. Giacobo já nos ajuda bastante e vamos pedir para que assuma várias bandeiras de Foz e vamos precisar do apoio de outros partidos que tenham deputados federais”, completou.

Giacobo teve uma participação efetiva na campanha de reeleição de Brasileiro e seu partido compôs a frente de sete partidos que apoiou o prefeito.  “Agora a nossa bandeira será pelas trincheiras do trecho urbano da BR 277, para unir os bairros do Portal da Foz e Três Bandeiras, Vila Portes e Jardim Jupira”, disse Giacobo em vídeo gravado durante a campanha eleitoral.

Apoio – A reforma e ampliação do aeroporto internacional, a duplicação da Avenida das Cataratas, a Perimetral Leste e a segunda ponte entre o Brasil e Paraguai (Foz do Iguaçu e Presidente Franco) são obras defendidas, articuladas e que tiveram empenho de Giacobo para viabilizá-las.

“Faço isso porque gosto muito de Foz do Iguaçu, sou apaixonado pela cidade e tenho o prefeito Chico Brasileiro um exemplo de gestor público, um prefeito lutador, que trabalha muito e briga pela cidade”, disse Giacobo.

Perguntado na entrevista se o deputado Vermelho (PSD) anda “de boa simpatia com a prefeitura”, Chico Brasileiro respondeu: “Comigo não, mas se ele quiser ajudar estamos à disposição, mas é claro que há um distanciamento entre nós”.

Vermelho, apesar de pertencer ao mesmo partido, apoiou outro candidato, derrotado nas urnas. Os assessores do deputado trabalharam na campanha derrotada.